segunda-feira, 22 março 2021 09:50

Terríveis lições práticas de preconceito e discriminação

Classifique este item
(2 votos)

Neste vídeo, que realizámos no âmbito da disciplina de Psicologia B, apresentamos alguns casos de discriminação mais comuns (baseados na raça, sexo, orientação sexual, nacionalidade e condição social, física e/ou mental) e relacionamos a escala de discriminação de Gordon Allport (1897-1967) com o Holocausto.

Ou melhor ainda: perspetivamos o Holocausto segundo a escala deste psicólogo, de nacionalidade norte-americana, cujo trabalho na área da psicologia social está na base de muitas escolas contemporâneas de pensamento.

A escala de preconceito e discriminação de Allport é um instrumento eficaz para determinar o grau de hostilidade existente numa dada sociedade face a um grupo e divide-se em cinco níveis sucessivos, conforme a imagem abaixo.


A discriminação pode ser definida como correspondendo a um comportamento dirigido a alguém apenas porque pertence a determinado grupo, tendo por base uma avaliação desfavorável resultante de estereótipos (categoria que é partilhada por um grupo social ou cultural e que se refere a características pessoais, especialmente a traços de personalidade) e preconceitos (atitudes negativas em relação a grupos e pessoas, compreendendo componentes afetivas, cognitivas e comportamentais).

Assim, e aplicando esta escala ao Holocausto, tudo terá começado quando se começou a fazer piadas sobre Judeus e a construir-se um discurso de ódio para com eles. Isto depois da primeira Guerra Mundial, numa forma de os culpar pela derrota da Alemanha (1.ª e 2.ª fase- Antilocução, que significa discurso contra algo ou alguém ou difamação verbal, e Esquiva, que significa evitamento ou afastamento).
Quando os nazis alcançaram o poder, o discurso de ódio transformou-se em ação. Os judeus foram expulsos do serviço público e viram as suas lojas ser boicotadas e vandalizadas (3.ª fase: Discriminação).

A perseguição nas ruas aumentou consideravelmente e os casos de violência física começaram a acontecer. Depois foram proibidos de contrair matrimónio com não judeus, os pedidos de cidadania para judeus estrangeiros foram negados e os judeus alemães tiveram sua cidadania retirada (4.ªfase: Ataque físico). Os judeus foram privados de liberdades básicas e de todos os direitos enquanto cidadãos.

Quando a guerra começou, os nazis intensificaram o roubo de seus bens e começaram a agrupá-los em algumas partes da Europa, primeiramente dentro de guetos e, mais tarde, dentro de campos de concentração.

Por fim, do alto comando do Partido nazi veio a ordem de Extermínio, 5.ª e última fase desta escala, constituindo-se como a forma mais grave de preconceito.

Andreia Mendes, n.º 5, e Beatriz Pinto Moreira, n.º 8, do 12.º A

Lido 113 vezes Modificado em segunda-feira, 22 março 2021 21:56

Mídia