quarta-feira, 10 novembro 2021 22:40

ERASMUS+ “Intercultural Bridges Extending to European Citizenship”

Classifique este item
(1 Vote)

No âmbito do Projeto Erasmus+, decorreu de 18 a 22 de outubro, na Roménia, mais uma mobilidade do Projeto “Intercultural Bridges Extending to European Citizenship”, tendo participado os professores Isabel Ferraz; Isabel Mendes; Marco Sousa e Maurício Almeida.

A Escola Organizadora foi o “Colegiul de Industrie Alimentara, Elena Doamna”, em Galati, uma cidade situada no leste da Roménia, nas margens do Danúbio.

Como primeira atividade desta mobilidade, cada país participante (para além de Portugal e Roménia, Itália, Turquia, Macedónia do Norte, Grécia) teve de confecionar um prato identificativo e típico do seu país. E, como não podia ser, o prato português foi o Bacalhau à Brás, que a todos deliciou.

Por causa da pandemia que vivemos, e porque a Roménia tem um número elevado de casos e uma percentagem muito reduzida (apenas 33%) de inoculados, o programa inicialmente previsto teve de ser reajustado.

Nos dois dias que estivemos em Galati, visitámos o seu Centro Histórico, o Muzeul Satului PETRO CARAMAN” - uma Aldeia Museu-, onde tivemos oportunidade de contactar com danças e tradições romenas, assim como com a comida típica romena.

Dia 20 deixamos Galati, rumamos em direção a Brasov, viagem de mais de 260 Km e que durou mais de 5 horas…. Porém, o colorido luxuriante da paisagem fez que o cansaço desse lugar ao constante espanto provocado pela beleza da natureza, pintada pelas cores outonais ímpares.

Brasov é uma cidade da Transilvânia, rodeada pelos Cárpatos e conhecida pelas muralhas e baluartes saxónicos, a Igreja Negra, assim como pelos seus coloridos e animados cafés. A Piata Sfatului (Praça do Conselho), rodeada de coloridos edifícios barrocos, é ponto de encontro de diferentes gerações e nacionalidades e de visita obrigatória.

No dia seguinte, visitamos o Castelo de Bran, mais conhecido com Castelo do Drácula. Esta fortaleza é um dos mais famosos monumentos nacionais romenos e uma marco da História do seu país, situando-se na fronteira entre a Transilvânia e a Valáquia.

À noite, após o “Campfire”, foi tempo de planificação das próximas mobilidades e da cerimónia de Entrega dos Diplomas a todos os professores participantes nesta mobilidade. A nossa Escola irá receber as Escolas parceiras de 14 a 18 de março de 2022.

A última atividade foi a visita ao “Castelo das Peles”, em Sinaia, um castelo-palácio de estilo neorrenascença. Ao longo da sua história, o castelo albergou personalidades importantes, como membros da realeza, políticos e artistas. Este castelo está rodeado por uma paisagem colorida e extremamente bonita, mas o seu interior também impressiona pela beleza das suas porcelanas, pinturas, tapeçarias e peças em madeira trabalhadas de forma única.

De tarde, foi tempo de partir para Bucareste, onde ficamos mais uma noite o que permitiu uma visita à Capital, que impressiona pelos seus monumentos megalómanos e as suas largas e belas avenidas, a lembrar a cidade de Paris….

No final de mais esta mobilidade, ficaram as “pontes” de amizade, partilha, cooperação que foram construídas durante esta semana, bem como aquele sentimento tão único e português, saudade….

Lido 87 vezes