sábado, 10 julho 2021 21:15

Pelos trilhos do Vale do Bestança

Classifique este item
(0 votos)

“Ninguém tenha a pretensão de dizer que conhece o Vale do Bestança se lhe não percorreu os caminhos, perscrutou os lugarejos, galgou as pedras que povoam o leito do rio, admirou os seus moinhos, a beleza das pontes que o cruzam, contactou com as gentes que persistem em aqui viver.”

Jorge Ventura, in “Bestança por caminhos e veredas”

A turma A do 11.º ano, no âmbito da disciplina de Biologia e Geologia e com a colaboração de todo o Conselho de Turma, concretizou o seu projeto de Cidadania e Desenvolvimento, realizando, em articulação com a Biblioteca Escolar, um encontro com a participação do Dr. Jorge Ventura e o professor José Oliveira, da Associação para a Defesa do Vale do Bestança. O momento foi a oportunidade de a turma apresentar os trabalhos realizados sobre a riqueza e diversidade do Vale do Bestança no domínio da fauna e da flora.

O estreito vale do rio Bestança e a sua linearidade, bem como a circunstância de se tratar de um dos afluentes mais pequenos do rio Douro, acabam por o transformar num baluarte de extrema importância ecológica nacional e internacional, devido à sua grande biodiversidade resultante das características e condições ambientais e geológicas que este local oferece.

O Vale do Bestança é, sem dúvida, um espaço de natureza mágica, inspiradora e de características únicas, dando origem a um ecossistema especial.

 

Ficou o convite do Dr. Jorge Ventura para que brevemente seja possível percorrer os trilhos do Vale do Bestança, ao qual se associou o professor José Oliveira com a declamação do poema “Venham daí amigos”, escrito pelo próprio e dedicado à turma, que com tão brilhantes trabalhos nos presenteou.  

…venham daí amigos

venham ver o que é belo

vamos pintar com aguada

a natureza em castelo

repetindo tempos antigos

de um passeio singelo…

… venham todos à procura

dos viçosos lameiros

onde se reúnem sob a frescura

as aves canoras nos ulmeiros

num rio de brandura…

…venham que o dia convida

há braços d´água a fluir ligeiros

afugentado os escolhos da vida

iluminados de meigos risos

alagam almas e corpos trigueiros

em troca de vossos sorrisos…

…venham sentir a Associação

que o rio em júbilo vos afiança

ser mote de inefável inspiração

acautela as libelinhas e o feto real

se seu nome próprio “Bestança”

fiel companheira e mui leal…

 jomaduol

 

“casinha da serra”, - “Cinfães” - aos dezasseis dias do ano da graça de “nosso senhor jesus cristo” de dois mil e vinte e um em apresentação coloquial com alunos da escola secundária “dr. flávio resende”

Vale do Bestança:

Link, clique aqui.

 

Lido 51 vezes Modificado em sábado, 10 julho 2021 21:20

Mídia

Mais nesta categoria: « À conversa com Rita Ramalho…